Dia do Caminhoneiro é celebrado em três diferentes datas

Existem três datas que comemoram a profissão de motorista profissional: 30/6, 25/7 e 16/9.

27/06/2012 - Mauro Cassane/ MM Editorial

Dia do Caminhoneiro é celebrado em três diferentes datas
Se depender do calendário oficial, o caminhoneiro pode se preparar para comemorar três vezes por ano o dia em que sua profissão é reconhecida pela sociedade. Em vez de focar na solução de problemas graves, como fiscalização do excesso de horas ao volante, infraestrutura inadequada, frota envelhecida ou a manutenção de estradas, o Poder Público Federal e Estadual instituiu diferentes datas comemorativas que ainda conflitam com o tradicional 25 de julho, dia do santo católico São Cristóvão em que os estradeiros pedem bênção e proteção divina em suas jornadas de trabalho.

A data mais antiga, e também a mais reconhecida pelos caminhoneiros, é 25 de julho, o Dia de São Cristóvão – a Igreja Católica instituiu essa data após canonizá-lo no século XV. Instituído como padroeiro de todos os viajantes, o santo também é protetor de marinheiros, aviadores e motoristas de todo tipo de veículo, leve ou pesado.

De acordo com a liturgia cristã, Cristóvão significa "aquele que carrega Cristo". O santo era um gigante que queria servir ao mais poderoso de todos os homens, e chegou a trabalhar para Satanás. Mas, quando soube que o mais poderoso era Jesus, converteu-se e foi viver na margem de um rio. Lá, carregava pessoas de uma margem à outra. Certa vez, transportou um menino que ficava cada vez mais pesado. Quando Cristóvão reclamou que parecia que carregava o mundo nas costas, o menino falou: "Não carregas o mundo, carregas seu criador. Sou Jesus, aquele a quem serves".

As datas oficiais

No Brasil, o governo do Estado de São Paulo e a União, sem muitas explicações, definiram datas diferentes para celebrar a profissão de caminhoneiro. Em 30 de dezembro de 1986, o então governador Franco Montoro assinou a Lei 5.487/86, que instituiu 30 de junho como o “Dia do Caminhoneiro”. Trata-se, portanto, de uma data regional.

Mas, 23 anos depois, o presidente da República em exercício, José Alencar Gomes da Silva, firmou que o dia 16 de setembro tornou-se o “Dia Nacional do Caminhoneiro”, fato registrado com a publicação da Lei 11.927/09.

A data nacional surgiu do projeto de lei 6.341/02, do deputado Celso Russomanno. “Toda categoria profissional tem a sua data comemorativa, quando se festeja com orgulho a profissão que escolheu. No caso dos caminhoneiros, essa data já é comemorada de maneira informal; o que pretendemos é oficializá-la”, justificou o parlamentar.

Se depender dos homenageados, o dia do santo católico é campeão disparado. Na cidade gaúcha de Caxias do Sul, entidades como a Federação dos Caminhoneiros Autônomos do Rio Grande do Sul, que reúne 180 mil profissionais, o dia 25 serve para pedidos de proteção espiritual e física. Inclusive, há na cidade uma igreja em formato de caminhão, a Igreja São Cristóvão, devidamente localizada às margens da BR-116, no Km 142.

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade